Hospital - Santa Casa de Araraquara

 

HOSPITAL

Notícias

Santa Casa de Araraquara recebe novos colaboradores valorizando a humanização e segurança hospitalar

15-04-2021




Todos os meses, a Santa Casa de Araraquara promove a integração dos novos funcionários, quando são apresentados os processos e a rotina de trabalho dentro do hospital. Esse momento possui grande importância para que o serviço seja sempre realizado com um padrão de qualidade elevado.

Nesta semana, os novos colaboradores passaram por um processo de entendimento dos valores, processos e procedimentos. Dentre alguns deles, destacamos:

- Uso correto dos EPIs e materiais de trabalho;

- Gestão de qualidade;

- Conduta ética;

- Descarte de materiais;

- Entendimento sobre o Centro de Pesquisa e Ensino;

- Importância das certificações;

- Humanização do trabalho.

Para a gerente de Recursos Humanos, Márcia Antunes, o primeiro contato dos novos colaboradores com a Santa Casa tem como objetivo proporcionar ao novo colaborador o primeiro contato com a cultura organizacional e as normas da instituição. “Esse momento é muito importante para integrar o novo colaborador ao ambiente de trabalho e as tarefas que lhe serão exigidas no cargo. No primeiro dia de integração, são passados detalhes sobre: missão, visão e valores da instituição, além de informações sobre os vários setores que são essenciais para a garantia da segurança do paciente e também para a segurança dos colaboradores. Já na segunda etapa do treinamento, os colaboradores das áreas assistnciais  permanecem em treinamento com a Educação Permanente e, os demais, são treinados tecnicamente para as tarefas do setor pelo gestor da área ou o colaborador mais experiente”, explica.

Letícia de Souza Santana é fisioterapeuta e, agora, faz parte do time de colaboradores. Ela vai trabalhar na UTI Covid para auxiliar na recuperação dos pacientes. Letícia travou uma grande batalha familiar contra a Covid-19 e resolveu que seu trabalho deveria ser de empatia e de colocar-se no lugar do outro.  “Em casa, minha mãe e eu fomos infectadas com a Covid-19. Minha mãe ficou em um estado bem crítico por causa da doença, então eu percebi o quanto a fisioterapia é importante para que o paciente tenha uma assistência mais completa”, conta.

Para ela, enfrentar o medo, trabalhar na linha de frente em combate ao coronavírus e estar na Santa Casa é mais do que um trabalho. "Eu decidi trabalhar no hospital porque me encantei com a área ainda na faculdade, antes mesmo dos estágios, mas depois que eu tive a doença, entendi a necessidade da minha profissão e fiquei com mais vontade de colaborar para melhorar a saúde das pessoas”, conclui emocionada.

  Tags: segurança do paciente; empatia; humanização



ACESSO RÁPIDO